segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

ESTRANHA DÁDIVA

 
E  QUANDO  ENFIM...
SUAS  RÓSEAS  ASAS  EM  PRETO  TINGIREM - SE
EU  SABEREI  QUE  NADA  MAIS  SERÁ  COMO  FOI...
POIS  O  AMOR  É  O  MESMO...
AS  ATITUDES NÃO...
FAZER  SANGRAR  ATÉ  NADA  MAIS  RESTAR...
DAS  ENTRANHAS  O  SOCORRO  PEDIR.
VER  SURGIR  ASSIM...
COMO  NUNCA...
COMO  SEMPRE...
CONFORTO  E  CARINHO..
VINDO  DOS  SONHOS...
DISFARÇADO  EM  SENSUAL
TOM  DE  VERMELHO...
SORRISO  DE  PROMESSAS.
UNIR....  ENFIM.
AS  ÁGUAS  DE  CIMA
E  AS  ÁGUAS  DE  BAIXO.
MÁGICO  JURAMENTO.
QUE  ESSE  PRESENTE..
SEJA  DÁDIVA
DE  ACALANTO
PRA  NÓS
ASSIM....PARA  TODA  A  ETERNIDADE..
 
SONIA  MARIA  CORDEIRO
 
(SÃO  PAULO  )


Nenhum comentário:

Postar um comentário