quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

NÃO ME DEIXE IR



EM  DESESPERO  FALEI.
QUERO  FICAR...
NÃO  ME  DEIXE  IR.
ME  SEGURE...
ME  PRENDA.
MAS  MEU  DOCE  ANJO
IMPASSÍVEL...
OCUPADO  DEMAIS
EM  ASPIRAR  OUTROS  PERFUMES
ADMIRAR  OUTRAS  FLORES
SEM  SAÍDA...
EM  LAGRIMAS  PARTI..
OCULTANDO  TODA  DOR 
NAS  GRUTAS  DE  NEREU...
PASSADO  O  TORPOR...
MEU  ANJO  ME  PROCUROU...
GRITOU  TÃO  ALTO
QUE  ACORDOU  OS  DEUSES  DO OLIMPO
VOZ  DE  TROVÃO...
QUEM  PROCURAS?
MINHA  FADA...  MINHA  DEUSA...
MINHA  DIVA
RESPOSTA...
SE   A  AMAVA....
POR QUE A  DEIXOU  PARTIR...
 
 
SONIA  MARIA  CORDEIRO
(  SÃO  PAULO  )

Nenhum comentário:

Postar um comentário