domingo, 9 de junho de 2013

DOCE VENENO



NA  PENUMBRA  DA  NOITE.
CAMINHO....
AGORA  SÓ
PERDIDA.
TÊNUES  LEMBRANÇAS...
TÃO  MARCANTES  E  PROFUNDAS.
CLAMO  PELO  DOCE  ESQUECIMENTO
PARTIR  DO  ZERO.
SEM  NADA.
ME  DESPIR   DE  TODO E  QUALQUER  AMOR
COMO  ZUMBI
OU  VAMPIRA
SEM  ALMA
VAZIA  DE  VIDA
TODA  ELA  SE  FOI  CONTIGO
SERIA  TÃO MAIS  FÁCIL...
SE  NUNCA  TIVESSE  EXPERIMENTADO
O  DOCE  VENENO...
DO  SEU AMOR.
 
SONIA  MARIA  CORDEIRO
(  SÃO  PAULO)


Nenhum comentário:

Postar um comentário